sexta-feira, 13 de julho de 2012

Ingenuidade e verdade, ou vice versa




Perguntei para o mundo,

o que era a verdade.

Ele continuou girando,
já que não tem falsidade.
"Corri o firmamento,
sem descanso noite e dia,
atrás desse pensamento,
como há muito não fazia.


Sem preguiça, destarte,
fui bem longe, no início,
mas não achei nenhum indício,
pra responder o que peguntaste.


Lá onde o tempo começou,
quando não parece existir,
só vi, o acaso e o caos,
de um impossível porvir.


Voltei assim desatinado,
olhado esse mesmo nada
mostrando-se em tudo,
que envolve e nos ronda".



3 comentários:

Beatriz Pereira disse...

Boa noite!!!
A verdade...
Verdade depende do ponto de vista de cada pessoa.
Amei sua poesia.
Quando tiver outras me avisa que venho muito feliz ler.
Bjokas...da Bia!!!
http://pequenosgrandespensantes.blogspot.com.br/2012/07/parlendas-como-trabalhar-passo-passo.html

Beatriz Pereira disse...

Olá!
Hoje passando para um convite:
Te convido a vir participar do meu sorteio no blog: http://pequenosgrandespensantes.blogspot.com.br/2012/07/sorteio-para-comemorar-meu-niver.html
Leia as regrinhas... Desejo boa sorte!!!
Tenha uma semana feliz e abençoada.
Bjokas...da Bia!!!

Angie disse...

"...que envolve e TE ronda" =((